Constatações



Outro dia enquanto verificava minha monótona rede social vi a foto de uma amiga antiga com uma legenda me chamou muito a atenção: "A simples beleza de ser quem eu sou."
Lendo essa frase senti um aperto no peito ao lembrar do quanto já tentei não ser quem sou.
Não por eu achar que deveria ser diferente mas sim por as pessoas tentarem me fazer acreditar que deveria ser diferente.

Todo mundo tem aquela fase da vida onde não sabe pra onde ir e nem quem deve ser, sim todos tem, e é nessa fase que milhões de dúvidas surgem e nos fazem muitas vezes até odiar quem somos.
Já sofri muito por não ser alguém que se adaptava facilmente a qualquer situação, já fui excluída, ignorada, afastada, deixada de canto, sim inúmeras vezes, já deixei de ir a algum lugar que gostaria muito por não poder me vestir como as meninas populares se vestiam, já desisti de participar de diversas atividades por saber que lá iriam estar pessoas que sempre zombavam de mim, mas nada disso é pior do que ser vista quando se quer ser invisível.
Justamente por ser a ovelha negra na maioria das vezes a pior coisa que poderia acontecer é que alguém me notasse, a pior coisa mesmo pois, quando isso acontecia, eu me tornava alvo de brincadeiras bobas, comentários perversos e acabava perdendo o controle e brigando com as pessoas.
Por milhares de vezes eu desejei ter nascido em outro corpo, sonhei ter surgido em outro planeta mas sempre que abria os olhos eu continuava vivendo dentro da mesma pessoa.
Foi muito difícil superar certos acontecimentos, até hoje quando lembro tenho de volta as mesmas sensações incomodas, mas nesse dia em que li aquela frase da minha amiga percebi que sem mesmo perceber meu modo de viver tinha mudado.
A mesma amiga que nesse dia postavam uma foto linda com essa frase tão inspiradora também já tinha passado pelo que eu passei, foi essa infeliz coincidência que nos aproximou nessa fase complicada e, nesse dia vendo ela assim tão radiante e confiante, enxerguei que eu também me via assim agora, enxerguei que com o passar do tempo aprendi a gostar de mim pelo oque eu sou, aprendi a ver em mim coisas positivas que antes fechava os olhos para não ver, aprendi que oque pensam ou falam sobre não me define.
Por muito tempo deixei que pessoas ruins me cegassem para tudo de bom que eu poderia ser ou fazer, mas hoje não me deixo influenciar por coisas negativas e pessoas que só fazem criticas ruins afinal, é fácil discriminar o outro para se sentir superior.
Nunca houve e nem nunca haverá coisa melhor do que ser quem eu sou, hoje em dia eu olho pra trás e fico muito agradecida por ter sido só eu, independente de ter várias amigas para ir em diversos lugares ou não, independente de ter o tênis da moda ou o corte de cabelo do grupinho X ou não. Sou muito grata por algo mais forte que eu falar bem alto lá no fundinho dizendo deixa pra lá, isso vai passar, você vai esquecer, as coisas vão melhorar, e realmente melhoraram! 
Hoje em dia meus amigos posso contar nos dedos mas com eles eu tenho certeza que posso contar milhares de vezes se eu precisar.
Hoje em dia não saio ainda para muitos lugares mas tenho um lar pra me acolher onde eu sei que muito amor sempre vou encontrar.
Hoje em dia ainda não uso do tênis da moda e nem corto o cabelo conforme a tendência, mas quando me olho no espelho tenho satisfação com a imagem refletida lá porque essa SOU EU, e mais ninguém pode ocupar o meu lugar.
É incrível como a gente amadurece sem notar, ás vezes encontro por ai pessoas da época de escola e percebo um certo arrependimento ao cumprimentá-las e acho que isso também deve provir de algum aprendizado que a vida trouxe a elas afinal, quem a gente gosta, trata bem e tem respeito nem a vida e nem o tempo tem o poder de afastar.

"Nunca desista de ser feliz pois enquanto houver um sorriso no seu rosto ainda haverá esperança."

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

16 comentários:

  1. Realmente o tempo passa e a gente nem percebe como amadureceu com as coisa que acontecem na vida. Texto muito bom, parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Verdade, o tempo passa num piscar de olhos e quando a gente percebe já superou tudo que um dia nos perturbou de alguma forma. :)

    ResponderExcluir
  3. o texto é lindo, e a beleza de ser quem somos é infinita...cada dia uma alegria em se descobrir e se aventurar no que somos de verdade. Parabens pelo texto :)

    estou seguindo seu blog ^^

    http://www.jacknuit.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Jack, obrigada por ter visitado e lido meu texto, realmente a beleza de ser quem somos é infinita pena que a gente só descobre isso depois de um longo e difícil período de rejeição do próprio eu, devíamos já vir de fábrica sabendo nos enxergar pelo lado positivo.
    BJOS!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Vanessa.

    O tempo é realmente nosso melhor amigo, me lembrei de uma frase de um livro que no momento não me recordo, o tempo não apaga, apenas nos ensina a conviver. Acho que tem uma fase que queremos ser várias coisas e o tempo vai nos mostrando quem realmente somos. Muito bonito o texto. Amadurecer nos faz um bem danado.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR // Participe: Sorteio

    ResponderExcluir
  6. Oi Paula, obrigada pela visita! Que bom que gostou do texto, fico feliz.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Vanessa, tudo bem?
    Infelizmente a sociedade as vezes faz com que queiramos ser diferentes dos que somos para nos adaptar a ela, mas com certeza isso não vale a pena! Todos somos diferentes um do outro e é isso que torna as coisas legais e interessantes.
    Lindo texto, ótimo para quem está sofrendo pressões por ser verdadeiro!

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  8. Verdade Maiara, muita coisa é imposta contra a gente e isso as vezes nos faz sentir inferiores e diferente de quem somos.

    Obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Lindo o texto! Concordo com tudo o que você disse. E sim, todo mundo passa por essas coisas. Até mesmo aquelas pessoas que parecem tão integradas à um grupo, às vezes ela nem desejava estar ali, mas e o medo de ser ela mesma e terminar na solidão. Para mim isso nunca foi problema, sempre doeu mais tentar ser quem eu não sou do que ficar sozinha. E no fim das contas, eu nunca fiquei realmente sozinha. Quando não havia pessoas, havia animais e quando eles não estavam lá havia os livros e quando nem os livros estavam presentes, criava histórias, personagens... Nem sempre gostei do que via no espelho, mas nunca desejei ser outra pessoa. :)

    Beijussss;
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ei Vanessa,
    O tempo vai passando e nós vamos achando nosso lugar né? Percebendo qm realmente está do nosso lado, mas a verdade é que a vida é um eterno aprendizado ..

    Bjos!

    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  11. Oiee.

    Olha a gente tem que ser mais aquilo que queremos do que o que a sociedade impõe, sei que é difícil hoje, mas não é impossível

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Vanessa.
    Ás vezes a gente dá atenção demais as pessoas e as opiniões que elas formam sobre nós, mas com o tempo vem o amadurecimento e isso muda.
    É verdade, os amigos dá pra gente contar nos dedos, e são raros.
    Ótimo texto.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  13. Bacana seu texto, acredito que muitos de nós passamos pela mesma situaçã ou parecida, vivendo um sentimento parecido com o retratado em seu texto e concodo com sua colocação final, a frase é linda e serve de inspiração.

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Adorei o texto! Realmente, acho que muita gente já passou por essa situação! Com o tempo, acabamos nos descobrindo, e sabendo quem somos de verdade e com quem podemos contar!
    Beijos,
    Deia!
    Own mine

    ResponderExcluir
  15. Oie, tudo bom?
    Adorei o texto. Com o tempo a gente começa a perceber que a opinião das pessoas não pode guiar tudo em nossa vida. Temos que ser felizes de acordo com o que a gente gosta e não com o que querem impor para nós.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá... tudo bem?
    Boa parte de minha adolescência foi assim... eu costumada gostar de ser invisível, mas sempre tinha um ou dois que simplesmente me achavam e sorriam de mim... eu sempre fui a feia, a gordinha, a estranha, mas quer saber isso tudo começou a mudar quando fiz 16 anos e entrei em um grupo de dança... que tinha pessoas diferentes de tudo o que você pode imaginar ainda mais um grupo especial de mudos e surdos... vê-los aprendendo a coreografia, com a música e no tempo certo, me fez abrir os olhos... eu mudei muito e passei a me aceitar mais... não quis mais saber que gostava de mim ou não... ou com interesse... só sei que passei a me aceitar... a me amar... e nunca mais me privei do que eu quis... hoje me sinto muito melhor... ainda mas com as condições de vida que eu levo... mesmo com muitas portas se fechando pra mim... aprendi que porque fechou não era pra mim... e quando uma abriu... era onde eu deveria estar... parabéns pelo seu excelente texto e por se abrir... Xero!

    ResponderExcluir

Oque achou do post? Dicas e opiniões são sempre bem vindas!