Nostalgia



As vezes me pego pensando em como seria se eu voltasse naquele dia, a seis anos atrás, no exato minuto em que tomei uma decisão que levou minha vida para um rumo totalmente contrário ao caminho que ela estava seguindo.
Fico imaginando se naquele minuto em que, mesmo com mil dúvidas na cabeça, deixei que meus lábios soltassem um sonoro SIM quando poderia ter ido para casa e pensado melhor em todas as coisas que viriam a seguir.
Me questiono se hoje naquele carro branco parado no sinal a garota que senta na carona seria eu.
Me questiono se, depois de todo esse tempo, eu seria a mesma que naquela manhã de sexta-feira virou as costas para algo incrível, que tanto esperou e que estava finalmente se concretizando, para viver o desconhecido.
Mil coisas passam na minha cabeça quando, numa tarde fria e chuvosa assim, eu vejo aquele mesmo lugar onde estive diante de uma encruzilhada em que por um lado corria a estrada do que tanto almejei , a estrada daquilo que eu lutei com tanta paixão, e por outro lado passava o caminho da curiosidade pelo novo, da tentação pelo que me era desconhecido.
Fiz minha escolha. Sim, fiz. Me arrependi tempos mais tarde ao ver que na carona do carro branco tinha alguém vivendo a felicidade que eu escolhi deixar para trás.
Me conformei. Aceitei. Afinal, quem escolheu fui eu. Eu escolhi correr os riscos. Eu escolhi partir sem olhar para trás. Eu escolhi por um caminho em que EU não era a escolhida.
Eu sofri. Eu chorei. Duvidei até da minha sanidade.
Até me encontrar novamente diante de uma encruzilhada.
Não a mesma de seis anos atrás.
As coisas haviam mudado.
Eu mudei. Não era a mesma que virou as costas para o que me fazia feliz.
Agora o que era novo e desconhecido para mim era sentir outra vez a chance de ser feliz chegando.
Novamente não raciocinei.
Meus lábios soltaram um leve e sonoro SIM.
SIM!
Felicidade resume.
Isso era a vida me dando um novo caminho. A vida abrindo uma nova porta para mim.
Dessa vez eu virei as costas para a escuridão.
Desde então vivo dias melhores do que poderia ter vivido tempos atrás.
Não existe melhor do que o sonho real que se tornou esse meu caminho tortuoso.
Hoje quando vejo aquela garota na carona do carro branco já não sinto um peso no coração, pelo contrário, sinto leveza por ela ter sido alguém melhor do que eu pude ser naquela época.

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

2 comentários:

  1. O seu blog é muito fofinho!

    Olá! Você foi escolhida por ter um blog muito lindo e fofinho
    retribua a gentileza clicando aqui: http://juliana-editions.blogspot.com.br/ (siga e comente):

    Espero que gostem dos selinhos, meninas e sigam as regras ao repassar.

    Feliz 2015 com muita saúde e paz. Que você consiga
    realizar todos os seus sonhos. Felicidades. Beijokas.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju, adorei a indicação e já respondi, obrigada pela visita!
    Bjos!

    ResponderExcluir

Oque achou do post? Dicas e opiniões são sempre bem vindas!